Tipos de navios

Tipos de Navios: o guia com exemplos, conceitos e usos

Na logística portuária sabemos que existem vários tipos de cargas, portanto, são necessários tipos de navios específicos para cada uma delas.

É importante saber disso para fazer um planejamento logístico mais adequado nas suas operações de exportação ou importação, até porque, cada uma dessas embarcações terá custos e documentações diferentes para poder ser utilizadas.

Portanto, vem com a gente conhecer os principais tipos de navios existentes e entender qual deles se encaixa melhor no seu tipo de operação no comércio exterior.

Boa leitura.

Quantos tipos de navios existem?

A lista é longa, pois quando falamos de embarcações navais, temos que considerar todo tipo de veículo aquático de grande porte, e isso contempla navios de passageiros, petroleiros e por aí vai.

Então, para organizar melhor a nossa relação, resolvemos trazer os principais e mais relevantes navios, pensando principalmente na logística portuária, que é o nosso assunto principal por aqui.

Conheça os tipos de navio bem como o tipo de material que transportam e onde são mais utilizados.

Tipos de navios de acordo com seu uso:

Começamos pelas divisões de categorias que é a maneira mais abrangente para entendermos como funcionam os usos dos navios para cada tipo de situação.

Vale lembrar que é considerado como navio toda embarcação que é destinada a navegação de longo curso, independente do tamanho, então, veremos exemplos que vão desde dos transportes fluviais até os transatlânticos gigantescos.

Navio de transporte

Quando falamos de navio de transportes, geralmente é relacionado a passageiros especificamente, por isso é uma denominação que enquadra cruzeiros, catamarãs e afins.

Outras categorias de navio costumam levar a bordo apenas a tripulação, por isso, consideramos os navios de transporte apenas aqueles que levam passageiros.

Nessa categoria estão os catamarãs de pequeno porte, que navegam em rios e mares, e vão até os grandes transatlânticos como era o Titanic na sua época de glória.

Navio de carga

Navio de carga é um dos tipos de navios.
Fonte: Instituto Brasileiro Logístico

A segunda e talvez mais utilizada categoria de embarcação, são os navios de cargas, responsáveis por movimentar a economia mundial, sendo o modal mais utilizado no comércio exterior.

Para se ter uma ideia, nas últimas estimativas divulgadas pela ONU, cerca de 80% do comércio global é feito pelo mar, isso mostra o quanto os navios de carga são fundamentais para a economia do planeta.

Dentro da categoria dos navios de carga existem vários tipos, especificamente construídos para transportar determinado material, é sem dúvidas é algo que você precisa conhecer para elaborar um bom plano logístico na sua empresa.

Mais à frente abordaremos as variações de navios de carga que podem ser úteis dependendo do seu setor de atuação comercial.

Navio de guerra

Navio de guerra é um dos tipos de navios.
Fonte: Wiki Commons – US Navy

A terceira categoria de embarcação são os navios de guerra, cujas principais referências estão nas aulas de história onde falamos da Segunda Guerra Mundial.

No entanto, mesmo com o mundo em relativa paz, os navios de guerra ainda são amplamente utilizados, não apenas em combates mas também em missões humanitárias de resgate e auxílio que alguns países fazem.

A marinha brasileira por exemplo, possui várias embarcações na sua frota, como podemos ver na lista do Ministério da Defesa.

O principal objetivo desses navios é proteger a costa brasileira que é bastante ampla, por isso mesmo temos uma frota bastante robusta de navios de guerra.

Por fim vale deixar um destaque para o nosso maior navio de Guerra, o navio Atlântico A 140 com capacidade para 1100 militares como podemos ver nesse vídeo:

Existem tipos de embarcação para os mais diversos usos!

Todas essas categorias de embarcações contam com vários tipos diferentes de navios, para os mais variados usos.

O que define onde um cada navio será utilizado é o objetivo e demanda.

Tipos de navios de carga: conheça mais sobre cada um!

Como antecipamos, são vários os tipos de navios de carga, por isso separamos um espaço para explicar melhor cada um deles.

Navios graneleiros – Navios Bulk carrier

Começando pelos navios graneleiros, também chamados de bulk carrier, e sem dúvidas são muito usados no setor de exportação brasileiro, pois sua principal função é fazer o transporte de grãos.

São embarcações que possuem escotilhas sobre os porões e recebem a carga direto neles, sem embalagem específica ou marca comercial, e devem ser carregados e descarregados em terminais portuários específicos para este tipo de carga.

Navios frigoríficos – Navios reefer

Outro modelo de embarcação também bastante utilizado na exportação de produtos do Brasil são os navios frigoríficos ou reefer, que fazem o transporte de mercadorias que precisam ser refrigeradas, como as carnes bovinas que nosso país exporta bastante.

Além das embarcações reefer, projetadas para refrigerar os conteúdos em câmaras especiais, hoje em dia é possível usar contêineres reefers e assim transportar a mercadoria em cargueiros convencionais.

Navios petroleiros (Crude Oil Tanker) + Navios da indústria petrolífera

Navio petroleiro ou petrolífero é um dos tipos de navios.
Fonte: Wiki Commons

Os petroleiros são embarcações construídas com a única finalidade de transportar petróleo e derivados e não acondicionam outros tipos de líquidos.

Possuem também um sistema de encanamento interligado para distribuir o óleo de maneira igualitária pela embarcação para distribuir bem o peso.

Na indústria petroleira tem outros tipos de navios que levam as cargas, porém transportam os barris e não o óleo bruto como fazem os crude oil tanker, por isso existe essa distinção entre navios petroleiros e navios da indústria petroleira.

Navios porta-veículos – Navios Ro-Ro

Navio porta veiculos ro ro é um dos tipos de navios.
Fonte: All Ships

Esse tipo de embarcação em alguns lugares é conhecida também como balsa, e serve para fazer a travessia de veículos do continente para ilhas e vice-versa.

Ro-Ro é uma abreviação de roll on e roll off, que nada mais é que o movimento de entrar e sair do navio a bordo do seu veículo. 

Sua estrutura consiste em andares e é todo fechado, como se fosse um estacionamento vertical marítimo.

Navios para cargas vivas

Quando falamos de navios para cargas vivas, excluímos os de transporte de passageiros, pois nesse caso costuma se referir a embarcações que transportam animais.

O mais comum é o transporte de bovinos e equinos, portanto o navio é equipado para ser uma espécie de curral, com espaço individual para cada animal.

Possuem também rampas para que possam ser embarcadas e desembarcadas sem dificuldades.

Navios gaseiros – Navios tanker

Os tankers ou navios gaseiros são embarcações extremamente específicas e fazem o transporte de gases.

São embarcações com tanques de vários tipos a depender do material ali armazenado, e são projetadas para que a distribuição do peso seja feita de forma equilibrada, ao mesmo tempo que garantem a integridade do gás ali contido.

Armadores, um agenciamento marítimo eficiente pode ser um divisor de águas para você

Conhecer os tipos de navios disponíveis para cada tipo de operação, vai ajudar muito na hora de desenhar o seu plano de logística portuária, mas apenas isso não é o bastante para ser realmente eficiente.

Para isso, um serviço de agenciamento marítimo, feito por quem tem experiência na função, é a melhor maneira de fazer uma boa gestão portuária, diminuindo custos e otimizando os transportes das suas cargas, ajudando a evitar dores de cabeça como o demurrage de container, por exemplo.

Já explicamos bastante sobre agenciamento marítimo neste artigo, vale a pena conferir para ir mais a fundo.

Por ora, vale ressaltar que ter o agente certo ao lado da sua empresa, será o divisor de águas para obter uma boa performance no comércio exterior.

O Agenciamento Marítimo da Lachmann pode ajudar a sua logística. Possuímos cobertura nacional, além de agentes ao redor do mundo. Saiba mais!

Conclusão

Por fim, todos esses tipos de navio atendem aos mais variados propósitos, e entender um pouco mais sobre eles, implica em melhores escolhas do que importar ou exportar, pensando na logística e nos custos envolvidos.

E para fazer isso da forma mais assertiva, conte com os serviços da Lachmann, afinal, estamos atuando na logística do comércio exterior há mais de 95 anos, portanto, experiência temos de sobra.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *